terça-feira, 31 de dezembro de 2013

A vida não é quântica

Queridos amig@s que em 2014 possamos continuar firme na luta, pois

A vida não é quântica
A mudança é inerente ao movimento;
Evoluir ou involuir, não é uma questão de vontade.
O ponto de chegada depende das direções que tomamos;
O chamado traidor, pensa muitas vezes que sua verdade é a verdade
E os que o acusam, afirmam perante a própria verdade.
Um governo de esquerda vira a direita baseado em suas supostas verdades de esquerda.
Afirmam os letrados, nem de direita ou esquerda, apenas cidadãos imparciais, assim acreditam.
Mas será a verdade apenas um problema logico?
Seria a verdade uma questão de discurso?
Ao transformar a verdade em uma questão meramente discursiva, as contradições da vida real tornam-se meras interpretações sujeitas a variações interpretativas, logo subjetivas.
Entretanto existem verdades irrefutáveis, assim afirmam os esclarecidos.
A democracia é o único caminho viável para a humanidade não se perder no caminho dos horrores do totalitarismo!
A via democrática é a única que permite aperfeiçoamento!
Vivemos em um país jovem, temos muito que amadurecer democraticamente!
Mas cuidado, socialismo ou barbárie! Não passa de um ponto de vista das inúmeras verdades.
Independentemente da relativização da desgraça alheia, alguns fatos parecem definir verdades.
Os países mais pobres estão no continente africano.
A população negra em nosso país em sua maioria é pobre.
Os governos gastam mais de US$ 400 bilhões para salvar bancos e montadoras, mas não tem dinheiro para mudar certas estatísticas:
• 24.000 pessoas morrem de fome por dia
• Mais de 1.000.000 de Seres humanos vivem na pobreza extrema atualmente
• Mais de 1.800.000 de Seres humanos não tem acesso à agua potável
• 840 milhões de seres humanos mal nutridos pelo mundo, destes 200 milhões  são menores de cinco anos
Enfim a discrepância da vida entre ricos e pobres, ainda é muito grande e isso não é relativo, a qualidade de vida do seu patrão depende do seu trabalho, independentemente do que dizem os livros e acadêmicos.
Os seres humanos não se comportam como partículas quânticas.

sábado, 27 de julho de 2013

E ai? Cadê o Amarildo?



Ei coxinha, bundinha que acabou de acordar;.
Que tirava um pesado cochilo, igual urso a hibernar;
Entendemos os seus motivos, para estar bravo e feroz;
Enquanto sonhava muitas coisas ocorreram, mas sua compreensão não é veloz;
No seu país imaginário sua condição mudou;
Lembra? Começou a comer frango quando o preço despencou;
Elegeu um sindicalista e a esperança venceu o medo;
Numa tal carta ao povo brasileiro, ele entregou o seu segredo;.
Foram tantas as alianças que ate o demônio, ficou com receio;
Façamos justiça e paremos de devaneio;
Você foi para universidade e agora é cidadão letrado;
Lê veja, folha, estadão e assiste o jornal nacional, eita cidadão bem informado!?
Tirou carta, comprou dívida e no trânsito também esta parado;
Você ta sonolento cuidado, tu é meio desajeitado;
Não hostilize quem lutava enquanto tu dormia;
Escuta! Os jovens negros não deixaram de morrer na periferia;
Ei classe media! Coxinha! Você mesmo, que acabou de acordar;
Sumiram com o AMARILDO! E você não vai vir para rua, protestar?


sexta-feira, 19 de julho de 2013

Julho

Até quando a neblina vai ofuscar o horizonte?
Quantos quilômetros faltam até o destino?
Nos colocamos problemas que são insolúveis?
Felicidade, somente isso peço no momento.
Não!? Talvez um sorriso largo e debochado, ao menos.
Não sei o sentido, mas seguirei buscando.

segunda-feira, 18 de março de 2013

Porvir


No ponteiro do relógio
O porvir se anuncia
Dez graus marca o termômetro
Com os pés gélidos
Como as pontas das orelhas
Lhe devoro
Em pensamentos insanos
Percorro os detalhes das curvas
Sussurro palavras dispersas
Alimento as brasas
Incendiando o espírito
Erupção de desejos
Por onde seguir?
Em êxito, atônito
Ambicionando a materialidade
Do desejo impudico
No porvir.