segunda-feira, 31 de dezembro de 2012

Oração Ateísta


Queridos amigos:

Que nas pequenas e corriqueiras ações do dia a dia, me ajudem a ser mais solidário!

Que sua amizade me encoraje nos momentos difíceis!

Que perante as angustias inevitáveis da vida, apenas a lembrança da nossa amizade me edifique novamente!

Ao errar que possa contar contigo, muitas vezes não só apontando-me os erros, mas me arrastando para o certo pelas orelhas se for necessário!

Que estejam todos do meu lado nos momentos de alegria, para que juntos possamos festejar a vida!

Queridos amigos saibam que sempre estarei (perto ou longe) pronto para celebrar nossa amizade, até o fim de nossos dias!

Que assim seja para todos os amigos, por toda a existência!

quinta-feira, 7 de junho de 2012

Jeito Clarice


Com seu jeito Clarice
Meio falcão
Fez um uploud
Em minha mente
Adentrou
Na minha tela
Causando estranhamento
Um convite ao novo
Um violão
Uma franja
Um olhar
Resultam em canções
Singelas na complexidade           
Do cotidiano das relações
Humanas, obviedades
Cantadas feito contos
Captando da vida
Momentos belos ou não
Transfigurando-os
Em arte.

quinta-feira, 12 de abril de 2012

Do outro lado do texto


Logo depois de escrito
inicia-se o abismo
entre o texto
e seu autor.
O leitor
franze a testa,
fixa os olhos
se prepara.
Relembra o autor
e começa suas
conexões
e
julgamentos,
busca sentido
atribuí caminhos,
exalta
ou
exclui.
Nasce
assim
a
critica. 

domingo, 8 de abril de 2012

Alta complexidade, simples!


Sussurra o conflito em dias de festa:
Para onde caminha perdida a humanidade?
Na relação entre viver e sonhar
Aprisiona milhões em beneficio de poucos
No topo além das nuvens, vislumbram
poucos
Na base amontoados e famintos, celebram
muitos

Ofendem-se com o espelho
Revelando as rugas dos séculos,
Multiplicam-se aos bilhões
Inversamente aos gafanhotos,
Em sua lógica de consumo
Apenas centenas
Devastam

Das sobras e das migalhas
Brotam
Caridade
                Filantropia
                               Tecnologia social

Muitos sonham em nascer
Cachorros
Desses que frequentam Pet shop
Tem roupas para o frio
Ração para cada fase da vida
Pessoas que adotam com amor,
Sem os devolver quando latem demasiadamente
Até hotel quando não podem acompanhar seus donos
Entre um bolero e um funk
Nas certezas incertas da humanidade
Desfila o conflito, esbelta e confiante.

sexta-feira, 9 de março de 2012

Metrópole

De frente ao espanto
um suspiro repentino,
em seu vestido azul
presença marcava,
arrematava olhares,
seguia imponente
cortando a metrópole,
meio a multidão
desconhecida,
alimentava pensamentos,
sensações.
Desejos!
Inveja!
Talvez percebia
ou não, talvez?

terça-feira, 24 de janeiro de 2012

Somos todos Pinheirinho

videoNa face cansada
e olhar triste,
mãos tremulas
árdua indecisão,
o que fazer ?
para onde ir?
desistir ou resistir?
ocuparam sim,
invadiram não!
policia trabalha
gás, bomba e tiro,
sem pensar
ou sentir,
cumpra-se a lei!
crianças, famílias,
interrompidas histórias,
corre, foge
sem casa,
teto e esperança!
mas, espera ai
tem algo errado,
justiça é pra todos?
um peso, duas medidas,
truculência de um lado,
impunidade de outro,
colarinho branco,
faz e desfaz,
ação entre amigos!
Naji amarras
vidas e mata os sonhos
privadas propriedades
interesses mesquinhos
decisões parciais
a justiça é cega,
porém tem bolso
e conta bancaria
de um lado
a lei foi cumprida
do outro
desespero, violência,
desamparo e luta!