sexta-feira, 9 de março de 2012

Metrópole

De frente ao espanto
um suspiro repentino,
em seu vestido azul
presença marcava,
arrematava olhares,
seguia imponente
cortando a metrópole,
meio a multidão
desconhecida,
alimentava pensamentos,
sensações.
Desejos!
Inveja!
Talvez percebia
ou não, talvez?